O que é a úlcera venosa?

A insuficiência venosa crônica tem diversos níveis de gravidade. Pode apresentar desde pequenos vasos que causam desconforto estético, inchaço e manchas nas pernas, até feridas de difícil cicatrização, chamadas úlceras venosas ou varicosas.

Causas

As úlceras venosas são provocadas pelo acúmulo de sangue nos membros inferiores, que ocorre quando as veias apresentam dificuldade para impulsionar o sangue ao coração, devido à ação da gravidade. A impossibilidade de circulação do sangue causa aumento da pressão das veias, desencadeando os sintomas da doença, como manchas na pele e feridas. Estas veias com pressão aumentada se dilatam causando as varizes visíveis.

A musculatura da perna é fundamental para auxiliar o retorno do sangue ao coração, melhorando a circulação venosa.

Sintomas

A úlcera venosa, ou varicosa, na maioria das vezes se apresenta na parte interna do tornozelo, não é muito dolorosa, tem fundo avermelhado e é circundada por mancha escurecida na pele, conhecida como dermatite ocre.

Diagnóstico

O diagnóstico na maioria das vezes é clínico. Um cirurgião vascular pode definir se a ferida em análise é uma úlcera venosa. Além disso, exames complementares, como a ultrassonografia Doppler, e a indicação de tratamento são necessários para praticamente todos os pacientes.

Tratamentos

O tratamento da úlcera venosa consiste em uma série de medidas. O enfoque deve ser não só na cicatrização da ferida como na prevenção de recidivas:

  • Em alguns casos, deve ser realizada cirurgia para o tratamento da doença, através da retirada ou fechamento destas veias com espuma, laser ou radiofrequência.
  • Reabilitação com a realização de exercícios para fortalecimento da musculatura da perna e melhora do retorno venoso.
  • A realização de curativos especiais, como a bota de Unna, é importante para acelerar o processo de cura e prevenção de recidiva da ferida.