Formigamento no corpo: descubra a causa

A sensação de formigamento no corpo ocorre devido a uma compressão no nervo da região, devido à falta de oxigênio ou devido a problemas no nervo do local ou no sistema nervoso central.

Normalmente esse sintoma é passageiro e melhora com a movimentação do membro ou massagens locais, que melhoram a circulação. No entanto, ele também pode indicar a presença de problemas como má circulação, AVC, hérnia de disco e diabetes.

  1. Mau posicionamento do corpo

Ficar sentado, deitado ou parado na mesma posição por muito tempo, principalmente de pernas cruzadas ou com um peso sobre o membro provoca má circulação e compressão no nervo local, levando ao aparecimento de formigamento.

O que fazer: Deve-se tentar sempre movimentar o corpo e fazer alongamentos pelo menos 1 vez por dia, para estimular a circulação sanguínea. Durante o trabalho ou viagens longas de avião, é importante fazer pequenas caminhadas pelo menos a cada 2 horas, levantando para ir ao banheiro, beber água ou tomar uma xícara de café, por exemplo.

  1. Hérnia de disco

Devido ao desgaste da articulação da coluna, ocorre uma compressão no nervo que vai da coluna às nádegas e pernas, causando dor e dormência na coluna, que pode irradiar até as pernas e dedos dos pés.

O que fazer: Deve-se tratar a hérnia para evitar o aparecimento dos sintomas desta doença, podendo-se utilizar remédios como anti-inflamatórios, relaxantes musculares e analgésicos, sempre prescrito por um especialista.

  1. Diabetes e problemas circulatórios

A diabetes provoca má circulação do sangue, principalmente nas extremidades do corpo, como mãos e pés, e a dormência neste caso também pode ser sinal do início do desenvolvimento de feridas ou úlceras na região afetada.

O que fazer: Manter a glicemia controlada é a melhor maneira de fazer o sangue circular bem e alimentar adequadamente todas as regiões do corpo. Além disso, caminhar pelo menos 30 minutos por dia ajuda a melhorar o fluxo de sangue e diminuir a glicemia.

  1. Síndrome do Túnel do Carpo

É uma doença que provoca a compressão de um nervo que passa pelo punho, causando dormência e sensação de agulhadas na mão e nos dedos, principalmente durante a noite.

O que fazer: Usar munhequeira para imobilizar o pulso, especialmente quando for dormir, fazer alongamentos nas mãos ou tomar medicamentos anti-inflamatórios ou corticoides. No entanto, nos casos mais graves também pode ser necessário fazer fisioterapia ou até mesmo cirurgia.

  1. AVC e infarto

O AVC provoca sinais de fraqueza muscular em um lado do corpo, que normalmente é acompanhada de formigamento, dificuldade para falar e tonturas, enquanto no infarto, os outros sintomas são de dor no peito, no braço ou nas costas, mal estar e enjoos.

O que fazer: Na presença destes sintomas deve-se procurar o pronto socorro para que o paciente seja atendido o mais rápido possível e evite sequelas graves causadas por esses problemas.

  1. Falta de vitamina B12, cálcio, potássio ou sódio

A falta de algum destes nutrientes no organismo pode causar problemas de circulação, anemia e dificuldade para transmitir os impulsos nervosos, o que pode causar a sensação de dormência.

O que fazer: Deve-se ter uma alimentação variada, ingerindo diariamente pelo menos 2 copos de leite ou iogurte, 3 peças de frutas e consumindo verduras e legumes nas refeições principais.

  1. Doenças do sistema nervoso

Doenças que afetam o sistema nervoso, como a esclerose múltipla, provocam sintomas de formigamento repetitivo que atinge um membro de corpo de cada vez, aparecendo também dor nos olhos, perda de parte da visão, tonturas e tremores.

O que fazer: Deve-se procurar o médico para identificar a causa do problema e iniciar o tratamento adequado. No caso da esclerose múltipla, deve-se tomar corticoides, relaxantes musculares e outros medicamentos de acordo com orientação médica, além de fazer fisioterapia.

  1. Ansiedade e Estresse

O formigamento decorrente do excesso de ansiedade ou estresse pode afetar mãos, braços e língua, e na síndrome do pânico esse sintoma é normalmente acompanhado de suor frio, palpitações cardíacas e dor no peito ou na barriga.