Dia Nacional de Combate a Doença Vascular Periférica

A doença arterial periférica é uma condição que ocorre com o estreitamento e endurecimento das artérias dificultando o transporte de sangue para os membros inferiores do corpo. É uma manifestação da temida aterosclerose, consequente a deposição de placas de gordura e cálcio no interior das artérias, causando sua obstrução.

Geralmente, acomete pessoas acima de 50 anos. Mas, os fatores responsáveis estão relacionados ao nosso estilo de vida ruim e a algumas doenças crônicas.

– Tabagismo; – Diabetes; – Obesidade; – Hipertensão; – Colesterol elevado; – Histórico familiar de doença arterial periférica, doença cardíaca  ou acidente vascular cerebral (AVC);

Atenção para os sintomas!

  • Dor nas pernas, coxas e/ou nádegas, ao caminhar;

  • Feridas em seus dedos, pés ou pernas que não cicatrizam;

  • Palidez e diminuição da temperatura nas pernas e pés;

  • Perda de cabelo e crescimento lento de pelos nas pernas e pés;

  • Crescimento mais lento das unhas dos pés;

  • Sem pulsação ou pulsação fraca nas pernas ou pés;

Na presença de um desses sintomas procure um cirurgião vascular para maiores orientações.

O consenso médico internacional sobre a doença mostra que 80% dos pacientes mantém a doença estável se modificarem os hábitos de vida após 5 anos de acompanhamento. Mas se o problema progredir, pode ser necessário realizar a revascularização da perna, através da angioplastia ou do enxerto arterial (ponte de safena).